31 janeiro 2017

Quando o rio invadia as nossas vidas



Estamos em vias de iniciar um mês de 28 dias, ou seja Fevereiro de 2017.

Invariavelmente, anos atrás, era um mês em que os rios bordejavam Entre-os-Rios, nomeadamente o Largo da Feira, de tal forma que deixavam as almas e vidas dos seus moradores com o coração nas mãos.

Este Inverno, será mesmo, sem chuva, um Inverno? 

Finalmente um Inverno chuvoso parece estar aí e para recordar a uns e dizer como era a outros, eis algumas fotos de Inverno através dos “olhos fotográficos” do saudoso Dr. Manuel Alves.


 Nestas fotos é bem visível a casa da família Casaca. Ainda hoje me interrogo o que seriam as preocupações dos na altura jovens Casacas, meus contemporâneos!
À esquerda a antiga pensão Isabelinha que recordo pela excelente confecção de bolos nomeadamente os "Sonhos" 

Nesta outra, lá em cima, os mirones e em baixo o terceiro (?) andar da "afamada" mercearia, drogaria e não sei que mais do Acacinho Alves.

Recordar e reconhecer o passado permite-nos compreender e melhorar o futuro.

26 janeiro 2017

Um Olhar da Outra Banda

No inesquecível ano de 2001, um olhar para a outra banda, mostra a “ruralidade” desta terra ainda “vestida” pela Natureza.




Era ainda um pouco a herança dos nossos avós.
Esta era a nossa "banda" 

Neste ano de 2001 as circunstâncias determinaram uma mudança radical nesta terra

e pouco a pouco, ano a ano, a paisagem vai mudando.


E mais um ano as “feridas” continuam a “sangrar”.




Lentamente, no entanto, essas mesmas "feridas" vão cicatrizando, é a Natureza que vai fazendo o seu melhor porque dos homens pouco ou nada se vê.


Autárquicas na EJA - Uma pergunta que se impõe

- Numa entrevista dada pela filha e pai Guedes a uma jornalista do jornal Observador, entre várias alarvidades, há uma que me sugere uma qu...