11 julho 2017

CTT – Junta de Freguesia de Eja



-
  

Como é sabido por todos (?!) os habitantes da Freguesia os CTT abandonaram as suas instalações em Entre-os-Rios e contrataram com os B. V. de Entre-os-Rios uma prestação de serviços.


Por razões expostas em aviso dos BVE de 19/06/2017 os serviços dos CTT até então aí prestados deixaram de o ser.


Entretanto em aviso de 1/7/2017 a Junta de Freguesia de Eja anuncia a abertura dos serviços dos CTT nas respectivas instalações.


A deliberação, segundo o aviso, foi discutida em Assembleia de Freguesia e aprovada por unanimidade. Infelizmente o mesmo aviso nada diz sobre as condições acordadas. 


Sem querer discutir a importância e utilidade destes serviços, estranha-se a aceitação dos mesmos.


Vejamos:


Sendo os BVE a maior “Empresa” desta Freguesia e conforme aviso público, os custos de manutenção, dos CTT, serem demasiado elevados para gerir esses serviços, estranha-se que uma Junta de Freguesia com um orçamento não comparável ao dos BVE se alavanque a prestar os serviços dos CTT. 


A administração dos Bombeiros a cargo do Snr. António Fontes e dado o seu historial ao longo de muitos anos comprova que a sua decisão ocorre em favor de uma saudável administração financeira. Ocorre então perguntar:


Está a Junta de Freguesia disponível para “subsidiar” os CTT?


Terá a Junta uma capacidade extraordinária para conseguir condições mais favoráveis? Quais?

Ou será com vista a Eleições? Quem vier atrás que feche a porta?


Os CTT são um serviço público, à Junta de Freguesia compete olhar pelo interesse dos seus habitantes, mas nunca subsidiar serviços externos mesmo que públicos sem uma compensação adequada.


 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Autárquicas na EJA - Uma pergunta que se impõe

- Numa entrevista dada pela filha e pai Guedes a uma jornalista do jornal Observador, entre várias alarvidades, há uma que me sugere uma qu...