04 fevereiro 2007

Espelho meu...

A encosta foi esburacada, pisada, removida e finalmente paredes de betão.
O "progresso" a isto obriga. Uma paisagem que só daqui a dez ou quinze anos será disfarçada pela patine do tempo, tudo para abrir uma variante de oitocentos metros. Valeu a pena?
Esta variante tinha sido o primeiro estudo, mas pelas consequências ambientais foi condicionada a um novo projecto para um traçado mais apropriado.
A queda da ponte Hintze Ribeiro precipitou tudo. Acalmar o Povo revoltado era a palavra de ordem.


Sem comentários:

Enviar um comentário

Autárquicas na EJA - Uma pergunta que se impõe

- Numa entrevista dada pela filha e pai Guedes a uma jornalista do jornal Observador, entre várias alarvidades, há uma que me sugere uma qu...